+55 11 3865 8319 contato@lucianogibran.com.br

Quando há indicação médica de tratamento cirúrgico da endometriose, a paciente deve se submeter antes à investigação específica para determinar o grau de comprometimento da doença. Essa avaliação é necessária para a programação da cirurgia ideal.

O primeiro passo é o a avaliação criteriosa dos sintomas relacionados à doença, seguida do exame físico, capaz de detectar a endometriose profunda em até 70% dos casos.

Os exames de imagem têm papel fundamental, pois determinam com precisão a doença profunda e sua localização. Os principais exames são: ultrassonografia com preparo intestinal (que deve ser realizada por profissional altamente especializado e treinado) e a ressonância magnética de pelve. A dosagem do marcador CA-125 no sangue pode sugerir a presença da doença, mas não é específico, pois ele pode estar alterado por inúmeras outras condições.

A confirmação diagnóstica da endometriose depende da realização de biópsia, preferencialmente através de laparoscopia, no momento do tratamento cirúrgico. Por isso, a investigação minuciosa é muito importante, pois evita procedimentos repetidos e objetiva o tratamento completo em uma única oportunidade.